fatos surpreendentes e desnecessários


Lorena e o convívio entre bochechas

Posted in eu escrevo por camilak em dezembro 6, 2008

cubismo2

Lorena não gosta de dar beijos no ar. Dependendo da situação, ela decide entre beijar e ser beijada. A cada cumprimento, uma escolha. Não se pode ter tudo, disseram um dia numa apresentação em ppt. Lorena acreditou. Mas a moça, direito dela, também não quer simplesmente abdicar dos beijos, jogá-los ao ar, dar beijos de comer aos passarinhos conceituais da branca de neve.

Então, diante da impossibilidade física de duas pessoas efetivamente beijarem as bochechas uma da outra simultaneamente, ela desapareceu com a instituição “mmmuá, querida”. Como vocês devem saber, leitores inteligentes que são, apenas pessoas cubistas têm olhos e boca e orelhas e narizes no mesmo plano. E pessoas cubistas não se beijam, está escrito no Manifesto Cubista de 1908 – artigo sobre beijos e outros ósculos.

Então, pensando friamente no ridículo dos choques de rosto com estalados no ar (pior, perto da orelha, pra dar zunido), Lorena decidiu pelo simples: para algumas pessoas, beijo. Para outras, bochecha.

O critério, obviamente, não é tão aleatório assim. Lorena tem método. Por exemplo: para as pessoas de que gosta, dá a bochecha. Sentir que o outro gosta dela tanto quanto o carinho que ela tem é recompensador. E já ganhou beijos perfeitos de pessoas a quem se ama sem mãos ou sexo, puro amor de bochechas.

Lorena também se frustra, é claro. É humana, como sabemos, e todo ser humano passa pelo sofrimento de saber que sempre há alguém mais rico e mais bonito na esquina. E, pior, sempre tem alguém que beija bem. E tem quem decepciona. Um beijo-aperto-de-mão-mole.

Lorena beija também, pra mostrar que se importa. O prazer é menor, mas ela dá a outra face. A face paradoxal dos lábios. É cristão, deve ser bom.

Hoje, na hora do almoço, contudo, tivemos um upgrade na história mundial das bochechadas: Lorena se atrapalhou toda no vaivém de vira-vai e deu um selinho na manicure. Selinho estalado.

Lorena sorriu. A manicure, não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: