fatos surpreendentes e desnecessários


Como criar 1 espanto em 1 pergunta (e 1 filme noir inventado)

Posted in eu escrevo por camilak em outubro 30, 2008

Longo monólogo interior:

Minha primeira impressão sobre você foi engraçada, sabe? O nariz quebrado, a cara de carcamano, o jeito, tudo… Pensei de cara que você era o tipo perfeito para representar um lutador de boxe num filme noir. Peso-leve, tá bem? Não me vai forçar a barra…

É claro que você seria acusado do crime. Eita, esqueci de falar que seu empresário sem escrúpulos, meio gordinho e com um bigode ridículo, morre logo no início de um tiro que vem da porta e o acerta no coração. E é claro que você não seria o culpado, porque é muito óbvio o boxeador ser o culpado, mas só descobriremos isso no final. Por enquanto, você é o principal suspeito. (Já falei que só dá pra ver a arma da porta? E que o empresário cai com cara de horror na cadeira de couro? E que só vemos a camisa branca manchada de sangue em plano americano, pois a escrivaninha do escritório tapa o resto? Ok, tudo isso acontece.)

Mas tem um detetive também no meu filme. Aquele tipo de detetive xexelento e muito charmoso de filme noir. Ah, e tem uma mocinha de tailleur muito justo e ares de desproteção (que descobriremos ser má, a amante espancada do vilão). E, é claro, tem também uma mocinha meio sem graça e muito boazinha (a secretária do empresário sem escrúpulos que fica com você no final), um jornalista esportivo amigo, que fuma muito (quem escreve a história depois e ganha um prêmio, além de redimir a vilã do tailleur justo) e alguém do bem que morre.

Acho que quem morre é o seu melhor amigo preto (ou polonês ou irlandês), porque os pretos (ou poloneses ou irlandeses) que lutam boxe sempre se fodem nos filmes noir. Com muita classe e um coração de ouro, apanham até cair durinhos no ringue.

Quem matou o empresário? Ah, o bookmaker ganancioso, claro. O culpado é sempre um bookmaker meio gângster de cantina do Bexiga.

(Suspiro)

Pergunta em voz alta na copa da firma:

– Agora me responda… Quem te convenceu a andar por aí em tecnicolor?

Anúncios

5 Respostas to 'Como criar 1 espanto em 1 pergunta (e 1 filme noir inventado)'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'Como criar 1 espanto em 1 pergunta (e 1 filme noir inventado)'.

  1. Camila said,

    Cá, só pra dizer que estou acompanhando o seu blog 🙂 Vc escreve pra cá*** Já estou até vendo, quando eu for velhinha vou poder dizer ‘sim, nós nos conhecemos na faculdade no século passado’ 🙂

  2. Mario Casanova said,

    Cá,

    Fantasitco, me senti meio Rodolpho Casanova, meu bizavô de 2,10m que veio para o Brasil por expulsar (debaixo de chumbo da garrucha) os mafiosos que tentavam convence-lo (sutis como se pode esperar da Mafia italiana calabresa da década de 40) a “vender” suas terras.

    Obrigado pela homenagem

    Bjos
    P.S.: Italianos carcamanos com cara de boxers são mais emotivos do que parecem, e é óbvio que eles nunca são os assassinos rsrs

  3. Mario Casanova said,

    Ahhhhh e o tecnicolor é para se destacar no cenário P&B

    Bjos

  4. said,

    É tipo assim um luxo esse blog !! Te adoro !!

  5. Zander said,

    Malditos japoneses! tinham que inventar a cor?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: