fatos surpreendentes e desnecessários


história da história que eu não escrevi (em 3.a pessoa)

Posted in eu vivo por camilak em outubro 2, 2008

Ontem, por acaso, Camila voltando do almoço viu um pedacinho de dente-de-leão na rua. Ele deu aquela voadinha mínima, chegou à altura da blusa vermelho-coral-e-dourado — de dia pouco discreto — e voltou a descer, para subir de novo na minicorrente de ar que ela criava ao caminhar.

Em ritmo de desmaio, Camila imaginou uma história infantil em que dentes-de-leão na verdade fossem casulos que guardassem fadas adormecidas. Muitas fadinhas de cabelos espetados juntas, num sono encantado de bruxa má, dormindo de ponta-cabeça, coladas ao planetinha marrom (desértico) que fica no meio do dente. Entediadas, as pobres fadas mal e “porcamente” enfeitiçadas ficavam lá em flor baldia.

No entanto, quando uma moça como Camila, com alma de se espantar e obsessão por dentes-de-leão, tatus-bola (e outras coisas incríveis com hífen) sopra uma flor-algodãozinho dessas, as fadas despertam absurdizadas pelas luzes refletidas em óculos de sol gigantes, cores de blusas pouco discretas da moda e pequenos ventinhos da vida longe do planetinha seco… e aí a história continua com aventuras sem-fim e muitos mais hifens.

Ainda pouco antes de entrar no prédio cheio de espelhos e de pessoas-espelho-sem-fundo para trabalhar depois do almoço, Camila pensou que precisava realmente inventar um jeito de colocar tatu-bolas sendo cavalgados por “fados” sem asa na história… Ah, e jujubas. Jujubas são sempre fundamentais. =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: