fatos surpreendentes e desnecessários


tragédia breve em meias-palavras e nenhum ato (ou sad trombone shakespeariano)

Posted in eu escrevo por camilak em setembro 16, 2008

Ofélia, ansiosa, diz a Hamlet:
– Acho que você está estranho assim porque fica inquieto na minha presença. Sabe como são os grandes amores sofridos, meu caro, a gente não pára um segundo de pensar neles.  Espera o desfecho trágico e tal. Fica com desejos de morte, de algo de podre. Aí, de pensamento em pensamento, a pessoa vai ficando sem sentido e inventando palavras para pôr na boca do outro, novos significados para os textos simples, novos problemas para o ser, histórias complexas para a ida à farmácia, loucuras geneticamente determinadas, nenúfares, dinamarcas e toda uma gama de blablablás bonitos assim. Depois disso, tudo ganha uma enormidade de peso, fica intenso e desesperado. Como eu olhando para você com devoção, desejando que todo o resto fosse silêncio…

– Você tava olhando pra mim? Desculpa, não percebi. Estava aqui concentrado nos botões do meu casaco que teimam em sair do prumo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: