fatos surpreendentes e desnecessários


o nome

Posted in eu escrevo por camilak em agosto 29, 2008
Tags:

Há dias com um nome na cabeça. Quase voz da loucura soprando, ele volta de tempos em tempos. Fantasma de nome? Mensagem subliminar de alguma vida? Cacareco de conversa caçada na rua que me seguiu até em casa?

Será que esse nome andou pensando em mim também? Esse nome sabe quem eu sou?

Não conheço esse nome. É o nome do estranhamento.

É preciso exorcizar o nome, esquecer o nome como se esquece música grudada-cola no pensamento. Um conto, um poema, um diário, um manifesto pra poder usar o nome que dança vaivém atrás dos olhos.

Mas é um nome, não uma pessoa. O nome não tem gente por trás, é só som de nome. É a chamada da escola no momento da distração. Marca o tempo até a resposta: “presente”.

Presente. O nome fica parado ali, ocupa espaços de outros nomes, posiciona-se. O nome toma minha língua pra chamar outra pessoa. Nome errado. Atrapalha-se e dança. Obstina-se em ser chamado.

Listas mentais para descobrir de onde o nome veio, de quem é. Desenho uma pessoa inventada pra pôr o nome. Ela tem a cara do espanto. O milissegundo do choque do susto na boca. Não combina.

O nome vence e vem morar comigo. Fica no canto. O nome diz seu nome baixinho, quase mudo. O nome me irrita tomando espaço, fazendo xixi nos cantos, arranhando azulejos, soletrando-se.

Quero devolver esse nome pra sua dona, deixar que quem goste de nomes tome conta dele. Eu tenho nomes demais pra mim, não preciso de mais. Estou convencida, não quero esse nome, vou doá-lo. A moça do cartório não entende e não aceita meu nome. Mando carta pra lista telefônica perguntando se não perderam um prenome. Nada.

Antes de dormir, o nome me dá boa-noite. Tenho ganas de matá-lo.

Escrevo e apago o nome para ver se posso feri-lo. Ele ri e se repete. Dobro o nome e guardo. Ele pula nome-in-the-box. Queimo o nome. Ele se materializa na placa da rua. Corro, furo tímpanos, corto a língua. Ele se divide em sílabas e se diz lon-ga-men-te. Desisto, exausta.

O nome agora é meu. É meu nome.

Anúncios

4 Respostas to 'o nome'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'o nome'.

  1. eloise said,

    legal, chica. meio torturante deixar a gente querendo saber qual é esse nome. mas acho que era essa a intenção, né? raios! 😉
    gostei do texto.
    bjs
    elô

  2. Onça said,

    Puta texto.

  3. camilak said,

    Eu demoro pra responder, mas respondo. Fofos, os dois. =)

  4. rosangela said,

    Pq essa página sem as belas imagens,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: